Blog

O Douro Como Nunca Viu: Retiro Vínico de Excelência

voltar

Destino de Enoturismo de Eleição, o Douro é casa de alguns dos melhores Vinhos Mundiais.

Catarine Martins

Catarine Martins

Email

Classificada pela UNESCO, em 2001, como Património Mundial, a região do Alto Douro Vinhateiro é pródiga na produção desse delicioso Néctar dos Deuses que é o vinho.  A verdade é que, apesar do Vinho do Porto ser o Rei das vinhas que preenchem as encostas deste Vale, o seu Moscatel e Vinhos de Mesa são também reconhecidos mundialmente. Este é o Vale Encantado, onde Baco se sentiria em casa.

E, é em casa que, vindima após vindima, milhares de turistas se sentem quando visitam a região duriense. Com paisagens de cortar a respiração, onde os socalcos são recortados pelo Rio Douro que, placidamente, os serpenteia. Aqui, o Vinho assume o papel principal e chama a si todas as atenções.

E embora seja verdade que o Douro não é só vinho, também o é que o Enoturismo é um dos grandes pilares da região, uma vez que é do delicioso vinho ali produzido que vivem as gentes durienses, na sua maioria, a par das paisagens arrebatadoras, qual comunhão entre Homem e Natureza.

O Douro é um destino de Enoturismo de excelênciaO Douro é um destino de Enoturismo de excelência
Nesta região produzem-se alguns dos melhores vinhos do mundoNesta região produzem-se alguns dos melhores vinhos do mundo

São várias as Quintas produtoras de vinho que abrem as suas portas a visitantes de todo o mundo e oferecem visitas guiadas pelas suas vinhas e adegas, permitindo, assim, não só provar os deliciosos vinhos que ali se produzem, como também aprender mais sobre a sua história e todo o processo de produção, desde as Vindimas, até se encontrar com as nossas papilas gustativas, numa harmoniosa sinfonia de sabores inconfundíveis.

Por isso, quer seja um verdadeiro amante de vinhos, quer deseje apenas conhecer melhor o Douro e os seus costumes, acompanhe-nos, e descubra tudo sobre este maravilhoso Retiro Vínico!

O Douro Como Melhor Destino de Enoturismo

Viajar pelo Douro é sempre maravilhoso, uma vez que, para além do inigualável e inspirador quadro natural que o Vale Encantado oferece, há uma paz na região duriense que nos envolve e recarrega as nossas energias. No inverno tudo é mais sossegado, no verão as ruas enchem-se de turistas e as cores são mais vibrantes, mas a sensação de paz é sempre inesquecível. A isso, somam-se os deliciosos vinhos e a saborosa gastronomia que deixam todos absolutamente rendidos.

São vários os turistas que procuram o Douro pelo seu vinhoSão vários os turistas que procuram o Douro pelo seu vinho
Existem vários trilhos diferentes para explorar as vinhas mais famosas de PortugalExistem vários trilhos diferentes para explorar as vinhas mais famosas de Portugal

Como não podia deixar de ser, são vários os lugares no Douro de visita obrigatória. O Pinhão, com a sua maravilhosa estação ferroviária, repleta de tradicionais painéis de azulejos onde se encontra representado todo o processo de produção do vinho, é um deles.

Também os Miradouros que, lá do alto, convidam a um outro olhar sobre a arrebatadora paisagem duriense, são impossíveis de resistir. E se desejar saber qual é uma das melhores sensações do mundo, experimente abrir uma boa garrafa de Vinho do Porto e delicie-se com um cálice deste néctar, enquanto se contempla lá do alto o que Miguel Torga descreveu como “um poema geológico”. Afinal, não são todos os dias que se pode apreciar as maravilhosas vinhas do Vale Encantado a serem serpenteadas pelo Rio Douro, qual magnífica mancha verde e azul, que mais parece pintada por um artista de renome.

E claro, não podiam faltar na nossa lista as famosas Quintas produtoras de vinho onde, para além de poder provar os melhores vinhos da região, terá uma equipa de enólogos à sua disposição, para lhe explicarem tudo o que sempre quis saber sobre o vinho do Douro. Aqui, pode aproveitar para seguir a famosa rota de Enoturismo “All Around Douro” e explorar por conta própria algumas das mais emblemáticas Quintas durienses, como a Quinta do Vallado.

São muitas, as Quintas que oferecem visitas guiadas aos seus vinhedosSão muitas, as Quintas que oferecem visitas guiadas aos seus vinhedos
E nessas visitas é possível ficar a conhecer ainda mais sobre o Vinho do DouroE nessas visitas é possível ficar a conhecer ainda mais sobre o Vinho do Douro

Este guia de bolso vinhateiro, reúne 16 dos melhores produtores de Vinho, apresentando ainda várias informações interessantes sobre a região, tal como uma breve história de cada uma das quintas, o horário das visitas e provas de vinhos, restaurantes e alojamento. Ou, se preferir umas férias mais calmas e relaxadas, opte por escolher um programa que inclua visita às melhores quintas e lugares do Douro, repleto de experiências vínicas.

O Melhor Retiro Vínico no Douro

Como sugestão, deixamos o nosso novo programa de três dias “Segredos do Douro e Tâmega”, um ex libris para quem pretende fazer Enoturismo no Douro, com uma única preocupação: desfrutar, conhecer e saborear o néctar de Baco.

No primeiro dia, após um emblemático Cruzeiro pelo Rio Douro - onde poderá ver deslumbrantes paisagens apenas possíveis de contemplar a partir do Rio - visitará uma emblemática Quinta produtora de vinhos, tendo assim o seu primeiro contacto com os vinhos da região que, sendo famosos à escala global, têm alma portuguesa.

E, como não poderia deixar de ser, ficará alojado num maravilhoso Hotel 4* onde, nessa mesma noite, se irá deliciar com um jantar de sabores durienses. A gastronomia da região, para além de muito rica, inclui opções para todos. Até para vegetarianos. Pelo que, o único perigo é mesmo não conseguir resistir.

Nada melhor para começar um roteiro vínico do que um cruzeiro no douroNada melhor para começar um roteiro vínico do que um cruzeiro no douro
Claro, saboreando sempre um bom copo de PortoClaro, saboreando sempre um bom copo de Porto

No dia seguinte, a manhã começa com uma visita guiada ao famoso Palácio de Mateus, um solar muito perto de Vila Real conhecido, entre muitos, pelo vinho Mateus Rosé. Mas, não é só do vinho que vive o Palácio de Mateus. A sua magnífica opulência e majestosos jardins fazem dele um dos monumentos mais importantes do país, deslumbrando quem o visita. Não se esqueça da máquina fotográfica porque quererá eternizar todos os encantadores recantos e mostrá-los aos amigos e familiares.

Depois, e porque só se visita verdadeiramente o Douro quando se embarca num tradicional barco rabelo (os barcos que antigamente levavam as pipas de vinho do Alto Douro Vinhateiro até às Caves em Gaia), irá subir a bordo de um em direção ao Tua. Já aqui lhe falámos do Rio Tua e do quão bonito é pelo que, claro, é um passeio que vale muito a pena fazer.

E porque o Douro, além de vinho, também produz azeite, irá visitar um lagar com direito a prova do maravilhoso fio de ouro - o azeite - e também de vinho e de mel. Depois, terá oportunidade de ir até uma das Quintas mais deslumbrantes do Douro onde, os magníficos jardins e toda a paisagem envolvente reclamam paz de espírito. Vai sentir que pertence ali e vai descobrir o delicioso vinho Moscatel que lá se produz, enquanto se deixa maravilhar pelo quadro natural que mais parece saído de um qualquer filme. Aproveite, está num conto de fadas!

Os jardins do Palácio de Mateus fazem parte de uma das casas mais famosas de vinho RoséOs jardins do Palácio de Mateus fazem parte de uma das casas mais famosas de vinho Rosé
E um cruzeiro pelas águas do Rio Tua será inesquecívelE um cruzeiro pelas águas do Rio Tua será inesquecível

Os enólogos da Quinta responderão a todas as suas dúvidas e curiosidades dos vinhos da região, o que permite um conhecimento mais aprofundado desse tesouro que o Douro oferece ao mundo. Não se acanhe e pergunte tudo o que sempre quis saber sobre o delicioso néctar dos Deuses produzido em terras durienses.

E porque a gastronomia do Douro tem também um papel de relevo, o jantar é confecionado à moda antiga, em potes de ferro. A alegria e a mistura de sabores, regados a bom vinho, são a certeza de momentos inesquecíveis que o farão querer regressar ao Douro, mesmo ainda lá estando.

No terceiro dia, ruma-se até à encantadora região do vinho verde com uma visita à pitoresca cidade de Amarante onde, decerto quererá tirar fotografias. Desfrute e deixe-se deslumbrar porque a paisagem é simplesmente arrebatadora e, bem assim, os monumentos que irá ver. Segue-se um almoço num hotel vínico da região onde o protagonismo é, claro, do vinho verde e onde o ditado popular “de comer e chorar por mais” encontrará o seu sentido.

No fim do dia, quando regressar a casa, sentir-se-á muito mais calmo e relaxado, de alma e coração cheios e repleto de momentos que irá guardar para sempre na memória. E, claro, vai sentir-se ainda mais conhecedor desta que é uma das regiões mais bonitas do nosso país.

Amarante é uma cidade pouco conhecida mas repleta de belezaAmarante é uma cidade pouco conhecida mas repleta de beleza
E porque nem só de vinho vive o homem, delicie-se com uma maravilhosa prova de azeiteE porque nem só de vinho vive o homem, delicie-se com uma maravilhosa prova de azeite

Como vê, quando se fala de enoturismo e de retiros vínicos a região duriense é mesmo um destino de eleição. Assim, nas próximas férias vá até ao Douro e aproveite para se deliciar com o famoso néctar lá produzido ao mesmo tempo que conhece a região, as suas gentes e o seu património. Não há quem não venha de lá rendido.

Contamos consigo?

Catarine Martins

Catarine Martins

Email
Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao visitar o site está a consentir a sua utilização.
Conheça as nossas Políticas de Privacidade e Cookies aqui