Blog

Um destino: Aveiro, a “Veneza de Portugal”

voltar

A “cidade da água”! Descubra tudo sobre a arte, a cultura e os canais desta magnífica cidade.

Tânia Nogueira

Tânia Nogueira

Email

Em Aveiro, conhecida como a “Veneza de Portugal”, os canais da Ria atravessam a cidade e transmitem toda uma atmosfera de serenidade e de beleza que não se encontram em nenhum outro lugar. Há muita água, salinas e gente que entregou a sua vida ao mar. Mas também há os azulejos da Arte Nova e a arquitetura contemporânea, os famosos ovos moles e os típicos moliceiros cujas proas curvadas recordam as célebres gôndolas venezianas. Não se necessitam de mais motivos para visitar Aveiro!

Aveiro respira cultura e tradição, juventude e inovação. O maravilhoso Museu e o túmulo barroco da Princesa Santa Joana, os azulejos da Arte Nova, a vanguardista Universidade e os surpreendentes moliceiros, são um bom exemplo do que de mais particular existe nesta cidade.

No Aveiro City Tour poderá conhecer toda a história da cidade numa visita guiada ao centro histórico e à Catedral. Segue-se um encantador cruzeiro de 1 hora num dos seus coloridos barcos moliceiros.

Percorrer os canais da Ria em moliceiro, é uma experiência difícil de igualar. Aprecie as bonitas mansões de Arte Nova e a Capitania, o surpreendente Centro de Congressos, o original Fórum e algumas das muitas pastelarias que vendem a especialidade local: os ovos-moles, um doce conventual confecionado com ovos e açúcar, vendidos em pequenas barricas de madeira ou hóstias com temas marítimos. Observe as salinas e os seus métodos ancestrais de recolha do sal, que se perfilam no horizonte como pirâmides resplandecestes de luz. E maravilhe-se com o caracter único desta cidade que, encostada à Ria e cortada por uma série de canais, é uma das mais originais cidades portuguesas!

Especialidade local de Aveiro: os famosos ovos-moles!Especialidade local de Aveiro: os famosos ovos-moles!
Os painéis de azulejos da estação de Aveiro evocam paisagens da região e monumentos da cidadeOs painéis de azulejos da estação de Aveiro evocam paisagens da região e monumentos da cidade

De seguida, já fora da cidade, na orla marítima, surpreenda-se com as castiças casinhas de pescadores dos tempos passados: os palheiros! Na Costa Nova, o colorido das casas reflete a alegria de viver.

 

Aveiro: onde a tradição está presente!

Esta pequena cidade, outrora um importante porto de mar, tem uma longa história. As salinas de Aveiro já constavam no testamento da condessa Mumadona Dias – fundadora do castelo de Guimarães -, no ano de 959. No século XV era uma cidade considerável, enriquecida pelo sal e pelos navios que pescavam o bacalhau na Terra Nova. A presença da Princesa Santa Joana, filha de D. Afonso V, no Convento de Jesus, teve importantes repercussões para Aveiro, pois chamou a atenção para a cidade e favoreceu o seu crescimento. A Época dos Descobrimentos foi um período de grande riqueza e incremento demográfico, no qual Aveiro se converteu num importante centro comercial e marítimo.

A sua riqueza desapareceu, subitamente, quando as tempestades assorearam o porto em 1575. Só no século XIX, com a abertura da barra nova, Aveiro recuperou um pouco da sua importância: os barcos voltaram a subir à cidade e as salinas ressurgiram. A construção de bonitos edifícios de Arte Nova é um testemunho dessa época dourada.

Aveiro: uma cidade Arte Nova!Aveiro: uma cidade Arte Nova!
A produção de sal é uma das actividades mais características de Aveiro.A produção de sal é uma das actividades mais características de Aveiro.

Outro importante impulso teve lugar em 1973 com a criação da Universidade, uma verdadeira homenagem à arte contemporânea. Atualmente, Aveiro está rodeada de indústrias, alberga uma conceituada Universidade, tem um forte dinamismo empresarial e uma marcante atividade científica e cultural. Todavia, a Ria, os canais e os moliceiros sobreviveram para lhe darem o seu caráter. A costa atlântica e os inúmeros cursos de água, aliadas às infraestruturas existentes na região de Aveiro, fazem desta área um importante epicentro no que se refere à prática do Turismo Náutico. A Ria de Aveiro é palco de eventos náuticos desportivos de interesse relevante, como sejam as regatas de moliceiros à vela ou regatas internacionais. Estes eventos transformam a Ria de Aveiro num cenário onde todas as cores do arco-íris são permitidas!

 

Aveiro: a cidade da água

A Ria de Aveiro estende-se paralelamente ao Atlântico desde Ovar até Mira e é considerada um dos mais belos acidentes hidrográficos da costa portuguesa. Tem uma enorme riqueza ecológica, pois nas suas águas habitam uma grande quantidade de animais e de plantas. Os canais da Ria penetram até à zona central de Aveiro (o Rossio) e irradiam até às proximidades da antiga Fábrica de Cerâmica Campos (atual Centro Cultural e de Congressos), perto da estação ferroviária. A gare, exuberantemente decorada com 28 painéis de azulejos, é outra notável atração de Aveiro.

O canal de São Roque tem um braço que passa perto da Praça do Peixe, com o seu famoso Mercado, um belo exemplar da arquitetura do ferro. A zona envolvente, com vários restaurantes, bares e esplanadas, é das mais animadas da cidade.

 

Toda a Ria possui condições excecionais para a prática de desportos náuticos e, no seu interior, destaca-se as atividades tradicionais mais características de Aveiro: a produção de sal e a apanha do moliço.

Os moliceiros e o seu encanto multicolor

O moliceiro é uma elegante embarcação de trabalho, destinada à colheita e transporte da vegetação típica da Ria de Aveiro – o moliço. Os fertilizantes químicos diminuíram a procura do moliço, pelo que, atualmente, a maioria dos moliceiros são utilizados para cruzeiros turísticos. O moliceiro existe por toda a superfície da Ria, variando as suas dimensões conforme a zona onde se navega. É um barco de costados muito baixos - para facilitar a colheira e o carregamento do moliço -, medindo de boca 2,5 metros e de pontal 1 metro. Construído de madeira de pinheiro, resiste, em média, a 7 anos de trabalho e os seus meios de propulsão são a vela, a vara ou a sirga. Uma das suas características são as alegres cores empregues na composição dos seus painéis: o azul, o amarelo, verde, o vermelho... A variedade dos painéis é infinita e os temas representam a imaginação do decorador. É precisamente nestes painéis que se revelam sugestivos os desenhos e as legendas mais espirituosas e humorísticas! Têm aqui larga representação imagens da devoção popular, as profissões regionais, representações femininas, entre outras.

 

Parta à descoberta de Aveiro, cidade anfíbia e única em Portugal.Parta à descoberta de Aveiro, cidade anfíbia e única em Portugal.
Descubra a variedade de desenhos e legendas espirituosas que decoram os moliceiros.Descubra a variedade de desenhos e legendas espirituosas que decoram os moliceiros.

Parta à descoberta de Aveiro, cidade anfíbia e única em Portugal. Sem ter a monumentalidade de Veneza, tem um jogo de terra e água, tradição e modernidade que lhe confere um cenário único e uma atmosfera, sem dúvida, diferente. Contacte-nos e reserve já o seu Aveiro City Tour.

Tânia Nogueira

Tânia Nogueira

Email
Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao visitar o site está a consentir a sua utilização.
Conheça as nossas Políticas de Privacidade e Cookies aqui